quinta-feira, 8 de julho de 2010

A primeira lição está dada: o Amor é Onipresente.
Agora a segunda é que ele é Imprevisível. 















Jamais espere ouvir "eu te amo" num jantar à luz de velas, no dia dos namorados.
O AMOR ODEIA CLICHÊS.
Você vai ouvir "eu te amo" numa terça-feira, às quatro da tarde...
Idealizar é sofrer. Amar é Surpreender!


Nenhum comentário:

Postar um comentário